Conteúdo
Inteligência Emocional no Trabalho
31/10/2016

Inteligência Emocional no Trabalho

Você já deve ter ouvido falar muito sobre inteligência emocional e como ela pode ajudar na sua vida. Inteligência emocional é um conceito relacionado com a “inteligência social”, presente na psicologia e criado pelo psicólogo estadunidense Daniel Goleman.

Um indivíduo emocionalmente inteligente é aquele que consegue identificar as suas emoções mais facilmente e possui a capacidade de se auto motivar e seguir em frente, mesmo diante de frustrações e desilusões.

Canalizar emoções positivamente, controlar impulsos, praticar a gratidão e motivar as pessoas são as principais capacidades de pessoas que possuem Inteligência Emocional (impossível? Não! Questão de prática!).

Obviamente o controle das emoções e sentimentos, com o intuito de conseguir atingir algum objetivo, é sem sombra de dúvidas, um dos principais trunfos para o sucesso pessoal e profissional.

E se no âmbito pessoal, o controle emocional e usar as emoções de forma estratégica são super bem-vindos, no universo corporativo é digamos, fundamental! E se antes a habilidade intelectual e os conhecimentos técnicos eram características que a maioria dos empregadores procuravam nos candidatos, hoje, com os novos desafios que as empresas enfrentam para se manterem desejáveis neste universo tão exigente e mutável, a busca por profissionais com um alto nível de inteligência emocional é prioritária.

E quem não deseja trabalhar com alguém equilibrado, receptivo e flexível, não é mesmo? A Inteligência Emocional Corporativa contribui significativamente para criar um ambiente de colaboração e trabalho em equipe, o que é fundamental para qualquer organização. Profissionais com inteligência emocional têm mais facilidade para interagir de forma positiva em um grupo, não importa o quão diversificado seja o perfil dos outros membros do time.

E para o líder então, esta competência é fundamental. Várias organizações, aliás, há muito tempo, já não selecionam seus gestores com base somente nos conhecimentos e experiências profissionais. Na era da inteligência emocional, os melhores líderes devem usar suas habilidades para gerenciar pessoas de origens multiculturais e multigeracionais – e a inteligência emocional é chave para isso.

Por isto, se você quer se destacar profissionalmente ou busca ter uma empresa saudável, não apenas financeiramente, mas também em termos de clima organizacional, está mais do que na hora de investir na Inteligência Emocional Corporativa.

Mas como conquistar esta tão desejada competência!? Faça o download com dicas incríveis do consultor norte-americano Travis Bradberry.